Inicial

CHEGADIM – 17 de Novembro

Deixe um comentário


É o show do primeiro cd solo e autoral de Itaercio Rocha, um projeto que tem base na vivência deste artista maranhense junto à cultura popular brasileira, que há mais de 30 anos desenvolve trabalhos como cantor, dançarino, ator, diretor e arte-educador.

Itaercio mescla em seu repertório composições autorais e arranjos originais para canções de seus parceiros e ainda outros compositores como Luís Gonzaga. Através de seu canto expressivo e sua voz visceral, interpreta gêneros diversos como côco, ciranda, bumba-boi, afoxé e cacuriá, num caldeirão sonoro bem eclético que espelha sua trajetória de andanças e artes Brasil afora.

 

Itaercio Rocha, Ângelo Passos, Carlinhos Ferraz e Du Gomide

Produção Executiva: Nego Chico Produções Artísticas

Diretor de Produção: Eduardo Schotten

Local: Teatro SESC da Esquina – Visconde do Rio Branco, 969

17/11/2011

Horário: 20hs

Comerciários – 3,00

Estudantes, professores, idosos – 6,00

Não Comerciários – 12,00

Anúncios

Cacuriá de Dona Teté em Curitiba

Deixe um comentário


Projeto Vamos Ca-curiá Brasil!

16/11 – 18hs – Oficina de Cacuriá – Local: Espaço Cultural Terreirão do Mundaréu| GRATUITO

17/11 – 14hs – Oficina de Tambor de Crioula – Local: Espaço Cultural Terreirão do Mundaréu| GRATUITO

18/11 – 15hs – Bate-Papo com Grupo Cacuriá de Dona Teté | GRATUITO

18/11 – Abertura da casa as 22hs – Show Cacuriá de Dona Teté e Mundaréu – Local: Espaço NovoVasquinho – R$: 20,00 | R$: 15,00 c/ Bônus (imprima aqui)

20/11 – 20hs – Show Rosa Reis – Local: Espaço Cultural Terreirão do Mundaréu – R$: 10,00

Serão quatro dias entre oficinas e espetáculos promovendo o intercâmbio entre o Norte e o Sul do Brasil

Contemplado pelo Prêmio Klauss Vianna de Dança, do Ministério da Cultura, para circulação nacional, o Projeto Vamos Ca-curiá Brasil! chega a Curitiba, e trás atividades – oficinas e shows – nos dias 16, 17, 18 e 20. O objetivo do projeto é promover o intercâmbio e a divulgação da arte popular do Maranhão através do espetáculo de dança popular Cacuriá de Dona Teté nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná.

Nos dias 16 e 17, quarta e quinta feira, as oficinas de Cacuriá e Tambor de Crioula preenchem o calendário do Terreirão do Mundaréu, na sexta-feira, 18, o grupo Cacuriá de Dona Teté se apresenta no Espaço Novo Vasquinho, e fechando a programação do grupo em Curitiba, no sábado, 20, a cantora integrante da trupe, Rosa Reis, com sua caixa do Divino Espírito Santo, zabumba e berimbau, apresenta o trabalho feito com a música maranhense, do tradicional aos compositores mais novos também no Terreirão do Mundaréu.

O Projeto

O Cacuriá de Dona Teté trás nesta apresentação 20 dos seus 40 integrantes, mas sem perder a qualidade e o brilho do Cacuriá,  dança contagiante, tipicamente maranhense, que foi criada sob influências da Festa do Divino Espírito Santo. Em 1986 o Laborarte, grupo artístico alternativo, decidiu montar um “cacuriá”, e convidou a caixeira e rezadeira popular Almerice da Silva Santos, conhecida como Dona Teté, para desenvolverem juntos uma pesquisa que culminaria na criação do espetáculo Cacuriá de Dona Teté.

Durante o processo de criação do espetáculo o grupo Laborarte buscou elementos característicos que originaram da dança, identificar e expressar a teatralidade, a sensualidade latente da brincadeira, explorando o ritmo, o movimento dos quadris e a letra das canções, criando então uma identidade única que conquistou o público maranhense e de outras regiões.

O espetáculo Cacuriá de D. Teté é hoje considerado a maior expressão dessa manifestação folclórica, tem 25 anos de existência, com um disco de vinil e três cd’s gravados.

A Dona Teté tem hoje 87 anos e é a grande dama da cultura popular maranhense, responsável por tornar o cacuriá um dos símbolos de nossa identidade cultural, é também caixeira do Divino Espírito Santo, reza ladainhas, é coreira de tambor de crioula e participa de espetáculos de teatro. É uma artista conhecida e respeitada nacionalmente. No ano de 2006, foi reconhecida por seus feitos na cultura popular maranhense com a premiação da Ordem do Mérito Cultural da Presidência da República, a maior honraria no setor da cultura.

O Labortarte é um grupo artístico independente, que completará 40 anos de existência em 2012. Propõe-se, através da produção artística, a contribuir com o processo de transformação social brasileira, desenvolvendo sua ação basicamente no Maranhão. O seu produto artístico desde a sua pesquisa e elaboração está integralmente voltado para a realidade cultural do povo.

O grupo está sediado num casarão colonial no centro de São Luis, e tem um calendário de ações culturais permanentes, como, a realização de oficinas, produção de eventos e espetáculos próprios, produção de festas em datas comemorativas e mantém uma escola de capoeira angola.

Atualmente é Ponto de Cultura conveniado ao Ministério da Cultura.

Deixe um comentário


Aula aberta de Técnica de Alexander

Com Vinícius Azevedo

Local: Espaço Cultural Terreirão do Mundaréu

Agosto pra Cultura

Deixe um comentário


Agosto pra cultura

Neste sábado – 27 de Agosto a partir das 16hs

Entrada R$: 7,00

 

 

O grupo capoeira angola resistência e arte, muito requisitado no mês de agosto para apresentações em escolas e eventos culturais, criam o projeto agosto pra cultura, uma vontade do grupo capoeira angola resistência e arte, representado por seu coordenador Carlinhos Ferraz, de conhecer, valorizar e confraternizar com outros grupos de Curitiba e região, que também desenvolvem trabalhos com a cultura brasileira. Uma grande festa para resgatar o brincar, dançar e o cantar juntos!

O projeto está na IV edição e vem para convidar a todos os brincantes, curiosos, tímidos de todas as “tribos” para celebrar nossa cultura aqui e agora.

 Lembramos do passado, vivendo o presente para saber quem somos no futuro!

 

 

Mundaréu e Andre Abujamra – dia 14/08 – CANCELADO

Deixe um comentário


SHOW “Mundaréu + André Abujamra” CANCELADO

ATENÇÃO!!!

O SHOW DO DIA 14 DE AGOSTO FOI CANCELADO POR QUESTÕES ESTRUTURAIS.

mais informações com os organizadores (?) do evento no site abaixo.

Site do evento: http://culturapopularceupr.blogspot.com

Mundaréu + Coco Raízes de Arcoverde

Deixe um comentário


Mundaréu convida Samba Coco Raízes de Arcoverde

22 de Julho de 2011

Com influência de elementos das culturas indígena e negra, o Samba de Coco Raízes de Arcoverde é um retrato da poesia do sertão e do regionalismo nordestino. Formado  em 1992 por Lula Calixto e pelas irmãs Lopes, o grupo passou a ser conhecido do público a partir de 1996, quando rompeu as barreiras da pequena cidade de Pernambuco e passou a se apresentar Brasil afora e no exterior. Já se apresentaram na Bélgica, na França e na Itália.

Lula Calixto nasceu em Sertânia, no sertão pernambucano. Chegou à Arcoverde, também na Zona da Mata pernambucana, em 1952, aos oito anos de idade. Ao longo de sua vida, teve contato com vários coquistas, principalmente de Alagoas e do Maranhão. A sonoridade percussiva do Samba de Coco Raízes de Arcoverde representa o coco trupé, desenvolvido por Calixto a partir de suas vivências musicais, e consiste em uma rápida e forte batida dos pés no chão com tamancos  de madeira, usados como instrumento percussivo. O xaxado e o samba de roda são outras manifestações presentes na dança e na música do grupo, marcados pelo triângulo, pelo surdo e pelo pandeiro, que dão tônus ao ritmo do Samba de Coco Raízes de Arcoverde.

Nas letras das canções, a simplicidade e mensagens positivas embalam, de maneira divertida, o som frenético do coco ritmado. O recorte cultural do trabalho autoral é seletivo e original, uma vez que o som produzido e divulgado pelo grupo foge dos padrões estilizados de coco e música nordestina em geral.

Em 2002, sai o primeiro cd da trupe, com nome homônimo e, em 2004, é lançado o segundo disco, intitulado Godê Pavão. Contemplado com o prêmio Culturas Populares 2009, promovido pelo Ministério da Cultura, o grupo teve, recentemente, a gravação de seu terceiro CD provado em um edital da Funarte. O disco tem previsão de lançamento para este ano.

AGENDA EM JULHO

Deixe um comentário


APRESENTAÇÕES EM JULHO:

“A História do Homem que saiu pelo Mundo afora para aprender a tremer e se arrepiar”
13/07 | SESC São Bento do Sul/SC – 14h30
16/07 | Festival Espetacular de Teatro de Bonecos – Boca Maldita 11hs (Abertura)
19/07 | Festival Espetacular de Teatro de Bonecos – Escadarias UFPR 12hs

“Adamastô”
15/07 | Teatro de Bonecos Dr. Botica as 15hs e 17hs

“Mundaréu + Côco Raízes de Arcoverde”
22/07 | Novo Vasquinho a partir das 22hs

“Pisêro”
28/07 | Encontro Nacional dos Estudantes de Direito (SP)

Older Entries Newer Entries