A Barca vem a Curitiba novamente neste mês trazendo várias atividades, confira!

Barca1

Barca1

Barca2

Barca2

Oficina Roda de Música / Música de Roda
Dia 28 de Agosto das 19:00 às 22:00hs
Dia 29 de Agosto das 14:00 às 17:00hs

Local: Espaço Cultural Terreirão do Mundaréu
Inscrições: 1 hora antes

Documentário Sete Curtas
Dia 29 de Agosto de 2008 às 18:30hs
Local: Cinemateca de Curitiba – Rua Carlos Cavalcanti, 1174

Show Trilha
Dia 30 de Agosto de 2008 às 21:00hs
Local: Guairinha – Rua XV de Novembro, 971

Informações:
http://www.barca.com.br
contato@barca.com.br

A Barca nasceu em 1998 de uma reunião de amigos em torno de idéias como viagem, música popular, Brasil e Mário de Andrade. Partindo da reflexão sobre o fazer artístico e suas responsabilidades estéticas e sociais, realiza um trabalho abrangente de criação de espetáculos, documentação, arte-educação e produção cultural. O estudo do modernista levou o grupo a mergulhar em várias das incontáveis músicas populares do Brasil e estabelecer alguns laços particulares. Foi assim com o Maranhão e com o Pará, onde a Barca esteve pela primeira vez em 1999, conhecendo gêneros como o carimbó, tambor de mina, mangaba e boi-bumbá, que junto com pesquisas do grupo em outros estados e anotações dos livros de Mário, integrariam o primeiro show e CD do grupo, Turista Aprendiz, lançado em 2000.

O segundo CD, Baião de Princesas, foi gravado com a participação de uma comunidade afro descendente de São Luís (MA), a Casa Fanti-Ashanti. Lançado em 2002, o CD enfoca o repertório tradicional de um ritual desta casa. Tendo o espaço da arte como centro deste diálogo, o encontro dessa comunidade tradicional com artistas contemporâneos traz o risco e a graça do improviso e da experimentação, a troca e a descoberta de uma terceira via para o fazer musical,

De dezembro de 2004 a fevereiro de 2005, o grupo A Barca viajou mais de 10.000 km por 9 estados brasileiros. Do Pará a São Paulo, realizando o projeto Turista Aprendiz, que visitou cerca de 30 cidades, desde quilombos e aldeias indígenas até periferias das grandes capitais, passando por pequenas cidades ribeirinhas, litorâneas e sertanejas. Além de movimentar a cultura local oferecendo opções de educação e entretenimento com a realização de shows e oficinas, registrou cerca de 40 comunidades ou artistas da tradição popular, reunindo um imenso acervo que inclui 300 horas de áudio e vídeo e 6 mil fotos, mostrando uma cultura popular exuberante e vigorosa, em que o talento dos artistas e a vitalidade dessas tradições revelam diversidade e identidade em um Brasil contemporâneo.

A caixa Trilha, Toada e Trupe, novo trabalho do grupo, reúne o melhor destes registros em dois CDs dedicados aos grupos e artistas regionais. O terceiro CD traz gravações da Barca em estúdio e faixas ao vivo gravadas nos shows da viagem com participações desses grupos. Por fim o DVD Turista Aprendiz apresenta a experiência toda da viagem num registro poético guiado mais uma vez por Mário de Andrade. A Barca agora apresenta o resultado deste projeto, realizando shows, oficinas e exibindo o documentário, aprofundando o diálogo iniciado com os artistas e comunidades tradicionais, propondo a descoberta de um novo caminho, no qual limites como cultura erudita e popular, tradição e contemporaneidade, sagrado e profano, devoção e diversão se desfazem. É preparar ouvidos, vozes, pés e coração para trilhar conosco este caminho.

Anúncios